PortuguêsEnglishDeutsch
Edição 847
2014-10-16 > 2014-10-22
Tel.: 282 030 268
Recuperar SenhaRegistarClassificados GratuitosArtigosTema da SemanaReportagemEntrevistaActualidadeOpiniãoRestaurantesPublireportagemO AlgarveDirectórioAjuda
InícioArtigosActualidadePCP de Portimão preocupado com o «Vai Vem»

Despedimentos e redução de carreiras

PCP de Portimão preocupado com o «Vai Vem»

O Partido Comunista de Portimão está preocupado com a situação da empresa «Frota Azul», que presta o serviço de transporte público urbano «Vai e Vem», uma situação sobre a qual a autarquia “optou por ignorar e não responder” às questões colocadas pelo PCP na última assembleia municipal de 19 de Fevereiro.
Edição 768 (27 Fev 2013), Sem Comentários »

A actual situação financeira da Câmara Municipal de Portimão, resultado da desastrosa gestão do presente e anteriores executivos do Partido Socialista é evidenciada diariamente no descalabro total, e a todos os níveis, da qualidade de vida do concelho e dos seus cidadãos.

Na Sessão Ordinária da Assembleia Municipal de Portimão de 19 de Fevereiro de 2013, e quando questionado pelo eleito pelo Partido Comunista Português, o presidente da Câmara Municipal de Portimão, Dr. Manuel da Luz, reconheceu a existência de dívidas para com a empresa Frota Azul, no âmbito do serviço de transportes Vai e Vem, ainda que por valores que a Comissão Concelhia de Portimão do PCP considera muito abaixo da realidade.

Quando questionado sobre os documentos que estabelecem o protocolo de prestação de serviços entre a Frota Azul e a Câmara Municipal de Portimão, optou por ignorar e não responder à questão.

A Comissão Concelhia de Portimão do Partido Comunista Português vem por este meio expressar as suas posições em relação a esta situação:

1. As dívidas da Câmara Municipal de Portimão. à empresa Frota Azul revelam a total incompetência da gestão do Partido Socialista (PS), que sempre optou por financiar e apoiar eventos e festas ao invés de assegurar o pagamento de um importantíssimo serviço público à sua população;

2. Consideramos que estas dívidas irão implicar o corte e redução do número de carreiras disponibilizadas pelo serviço Vai e Vem, que afectarão significativamente a população do concelho;

3. Como consequência do ponto anterior, a Frota Azul já se encontra em processo de renegociação de contratos, procurando a rescisão amigável com os seus trabalhadores, bem como a deslocalização de parte destes para outras zonas do Algarve, integrados em outros serviços ou empresas do grupo;

Em resumo, o incumprimento por parte da Câmara Municipal de Portimão, por culpa das gravosas prioridades do seu executivo PS, no pagamento da dívida à Frota Azul resultará num agravamento das condições de vida dos habitantes do concelho e no aumento de desemprego.

O Partido Comunista Português denuncia estas situações com a certeza de que sempre lutou contra esta realidade extremamente preocupante, informando atempadamente das actuais consequências da política seguida pelo executivo PS e votando contra as medidas que, ao longo destes anos, conduziram à mesma.

Reformulação dos transportes públicos urbanos de Portimão Vai e Vem - o que diz a autarquia

A partir de 16 de Março, entram em vigor as alterações previstas na reformulação do serviço de transportes públicos urbanos de Portimão, designados como Vai e Vem.

Durante este período prévio, e até 16 de Março, encontram-se definidas várias acções de informação, com vista a minorar os transtornos que a reformulação poderá acarretar junto da população, nomeadamente através da existência de equipas de rua para esclarecimento de eventuais dúvidas, ao mesmo tempo que o site http://www.cm-portimao.pt disponibiliza todos os dados sobre as novas linhas e as alterações.

Estão também marcadas acções de informação sobre estas alterações em diversas zonas do concelho, sendo que os pontos de venda e de informação estarão munidos de material informativo, em suporte de papel.

Esta reformulação tem como objectivo optimizar os serviços do Vai e Vem, suprimindo linhas escassamente utilizadas, e racionalizar desta forma os custos para o erário público.

As Principais alterações

Em termos genéricos, e apesar de assumir que a reestruturação em curso alterará o dia-a-dia dos utilizadores, a autarquia fez um grande esforço no sentido de minimizar esse impacto, por reconhecer a importância e o carácter social do circuito, concretizando-se as mudanças pela supressão das linhas que apresentavam médias muito baixas de passageiros por viagem, assim como pelo fim da oferta no período nocturno e em algumas zonas periféricas, mantendo-se a cobertura geográfica diurna na zona mais urbana e o transporte escolar.

Em paralelo, será reduzida a oferta no fim-de-semana e nos dias úteis durante os horários fora das horas de ponta, bem como dos percursos no período de verão.

Na prática, para 2013 são propostas 14 linhas e 395 paragens, servidas por 22 viaturas, sendo que de segunda a sexta-feira funcionarão 12 linhas, e sempre que possível será garantida a articulação com o serviço interurbano rodoviário e ferroviário, enquanto aos fins de semana e feriados serão três linhas a operar e no verão (1 de Julho a 31 de gosto) está prevista uma linha nocturna todos os dias.

Nos dias úteis, todas as linhas têm serviço das 7h00 às 20h00, sendo consideradas horas de ponta os períodos das 07h00 às 10h00 e das 17h00 às 20h00. Os percursos foram reorganizados para garantir estabelecer as ligações entre o centro de Portimão e áreas escolares e de serviços, zonas de praias, zonas ribeirinhas e entre Portimão e Penina, Montes de Alvor, Alvor, Bemposta, Alfarrobeiras, Ladeira do Vau e Companheira.

No que toca à Mexilhoeira Grande, a oferta não é suprimida, embora seja reduzida significativamente, assegurando-se contudo o transporte escolar e as principais horas de deslocação da população, que tem como alternativa a linha interurbana Lagos – Portimão.

Também a numeração vai mudar, com a introdução de dois algarismos, sendo que o primeiro dígito passa a corresponder à freguesia de destino do autocarro e o segundo dígito é o número sequencial na freguesia.

Todos os números das linhas têm dois dígitos, correspondendo o primeiro dígito ao último algarismo do código da freguesia (INE) de destino: as linhas “10” terminam na freguesia de Alvor; as linhas “20” terminam na freguesia da Mexilhoeira, as linhas “30” começam e terminam na freguesia de Portimão.

Tarifário

Todas as linhas utilizam o tarifário Zona Única, o que permitirá ao utilizador regular optar pelo título de assinatura mensal (24€), enquanto o utilizador ocasional poderá optar pelo título pré-comprado (8€), título diário (3,5€) ou bilhete simples (1,5€).

Foi decidido manter o tarifário social, dirigido a estudantes, idosos e portadores de mobilidade reduzida e que representa um desconto de 40% no valor da assinatura mensal.

Enquadramento da reformulação

A partir de 2009, a Câmara Municipal de Portimão suportou um défice de exploração anual na ordem dos 4 milhões de euros, ao passo que as receitas geradas foram ficando aquém das previstas, apesar das constantes reformulações, o que impediu o sucesso da estratégia inicialmente delineada para a progressiva sustentabilidade do sistema.

Acresce o facto de este tipo de investimento ter sido efetuado sem qualquer comparticipação estatal, pelo que foi exclusivamente assumido pelos cofres da autarquia, a que se juntam as atuais restrições impostas às câmaras, o que torna inviável continuar a suportar este tipo de investimentos.

Alguns números

Entre 2011 e 2012, as paragens foram reduzidas de 450 para 440 e as linhas de 18 para 17, mantendo-se em circulação 44 viaturas, que percorreram no primeiro ano 3.323.321,39 km e no segundo cerca de 2.900.000 km.

Foram transportados 2.556.649 passageiros em 2011 e 2.121.192 no ano passado, que geraram um decréscimo do proveito, de 1.456.689,03€ para 1.382.478,05€: neste período, a procura de passes subiu de 64,07% para 67,77%; os pré-comprados desceram de 19,39% para 16,19%; o bilhete simples desceu de 16,53% para 14,80%; e o bilhete diário subiu de 0,01% para 0,02.

Freguesias de Portimão recebem sessões de informação sobre as mudanças no Vai e Vem

Durante esta semana, vão ter lugar várias sessões de informação nas três freguesias de Portimão, para esclarecimento das alterações relacionadas com a reformulação do Vai e Vem, que entram em vigor a partir de 16 de Março.

Estas acções têm como principal objectivo informar sobre as principais alterações que se irão verificar na rede urbana de transportes públicos do município e ajudar os utilizadores a organizarem as suas viagens do dia-a-dia, sendo asseguradas por uma equipa técnica da Portimão Urbis.

Amanhã, 12 de Março, terão lugar sessões de informação no Clube Recreativo e Desportivo da Pedra Mourinha (16h30-17h30) e no Clube de Instrução e Recreio Mexilhoeirense (18h00-19h00), seguindo-se a 13 de Março sessões na Associação Cultural e Desportiva da Ladeira do Vau (16h30-17h30) e no Clube de Futebol Montes Alvorense (18h00-19h00), enquanto a 14 de Março será a vez do Clube Recreativo do Chão das Donas (16h30-17h30) e no dia seguinte na Junta de Freguesia de Portimão (16h30-17h30).

Para além dessas sessões, que contam com o apoio das Juntas de Freguesia de Alvor, Portimão e Mexilhoeira Grande, diversas equipas de rua vão prestar informação em movimento aos utentes do Vai e Vem e à população que necessitar de esclarecimentos adicionais sobre a reformulação em curso, a qual visa optimizar os serviços prestados, suprimindo linhas escassamente utilizadas e racionalizando desta forma os custos para o erário público.

Entre as 9h00 e as 12h00 do próximo sábado, 16 de Março, funcionará no Mercado da Av. S. João Deus um balcão de informação sobre o Vai e Vem, onde os interessados poderão obter os esclarecimentos que pretendam.

Também será disponibilizado material informativo em suporte de papel nos pontos de venda de bilhetes, podendo as novas linhas e as alterações relativas ao Vai e Vem ser consultadas em www.cm-portimao.pt ou no site específico http://www.vaivem.pt que nos dez primeiros dias desde que foi activado já registou cerca de 1500 visitantes.

Alterações das paragens do «Vai e Vem» na zona do Largo do Dique a partir de Abril

Na sequência da actual reformulação, a partir de Abril as viaturas do serviço de transportes públicos urbanos Vai e Vem utilizarão a paragem do Largo do Dique e a área da Avenida Afonso Henriques usada pelos autocarros Expresso e Interurbanos, os quais transitarão para a Avenida Guanaré, na Zona Ribeirinha de Portimão.

A medida está a ser articulada com os operadores de transporte colectivo de passageiros que servem o município, e tem como principal objectivo reunir os serviços Expresso, Interurbano e Urbano num ponto de ligação único, sendo melhoradas as condições para os passageiros na Avenida Guanaré.

A paragem do Vai e Vem a funcionar no Largo do Dique vai servir as linhas 14, 31, 32, 33, 3N e 1P, enquanto as linhas 11, 13 e 35 serão servidas pela paragem da Avenida Afonso Henriques.

Esta alteração será concretizada após o período das férias da Páscoa, de forma a minimizar eventuais inconvenientes numa época em que os transportes colectivos de passageiros têm maior procura.

Comentários
Faça login ou registe-se para poder fazer um comentário.Sem comentários. Seja o primeiro a fazer um.